13 de maio de 2010

Crase (5)

Diante de nomes de lugar

Alguns nomes de lugar admitem a anteposição do artigo, outros não.

Haverá crase diante de nomes de lugar se o termo regente exigir a preposição a e o termo regido (o nome do lugar) admitir a anteposição do artigo a. Para verificar se um nome de lugar admite ou não a anteposição do artigo "a", pode-se utilizar o seguinte artifício:

a) Se, ao formularmos uma frase com um nome de lugar regido pelo verbo vir, obtivermos a contração da, fica claro que diatne dele cabe o artigo, pois da é contração da preposição de com o artigo a:

Vim da Itália.
Vou à Itália.

Venho da Argentina.
Vou à Argentina.

b) Se, por outro lado, obtivermos simplesmente a preposição de, fica claro que diante de tal nome não ocorre o artigo a:

Vim de Roma.
Vou a Roma.

Venho de Curitiba.
Vou a Curitiba.

c) Se o nome de lugar que não admite o artigo vier especificado, ou seja, com um adjetivo, passará a aceitá-lo e, consequentemente, haverá crase, desde que o termpo regente exija a preposição a:

Vou à Roma antiga.
Vou à moderna Curitiba.
Conheço a bela Veneza.

d) É evidente que não ocorre crase em construções como: Conheço a Bahia; Visitamos a Itália, pois os termos regentes (conheço e visitamos) não exigem a prepoisção a, sendo estes verbos transitivos diretos. Nestes exemplos, o a é simplesmente o artigo feminino.

Fonte: Curso prático de gramática

Nenhum comentário: