7 de novembro de 2012

Colocação pronominal em locuções verbais



Há casos em que usamos locuções verbais (verbo auxiliar + verbo principal no infinitivo, gerúndio ou particípio) na construção de frases e, neste caso, há regras de colocação pronominal também (próclise, mesóclise e ênclise). Vamos conhecê-las.

Verbo principal no infinitivo ou gerúndio

Nas construções com verbos auxiliar + principal no infinitivo ou auxiliar + principal no gerúndio, o pronome oblíquo pode ser colocado antes ou depois do verbo auxiliar, ou depois do verbo principal. Veja alguns exemplos.

Quero-lhe apresentar (ou Quero apresentar-lhe) os meus pais a você.

Ia-lhe dizendo (ou Ia dizendo-lhe) todos os motivos da minha demissão.

O presidente lhe quer falar ainda hoje.

Observação. Caso haja nesse tipo de locução verbal alguma palavra que exija a próclise (palavra negativa, pronome indefinido etc.), o pronome oblíquo deverá ser colocado antes do verbo auxiliar ou depois do verbo principal: Não lhe quero apresentar (ou Não quero apresentar-lhe) os meus amigos a você; Alguém lhe ia dizendo (ou Alguém ia dizendo-lhe) todos os motivos da minha ausência.

Verbo principal no particípio

Nas construções de verbos auxiliar + principal no particípio, faz-se a colocação pronominal antes ou depois do verbo auxiliar; jamais deve ser feita em verbos no particípio:

Os alunos tinham-se levantado.

Sentiu-se rejeitado pelos colegas.

Ficou tímido, porque se sentiu rejeitado pelos colegas.

Observação. Portanto, não é recomendada construções deste tipo: Os alunos tinham se levantado; Ele tinha me falado sobre o ocorrido no trabalho.

Nenhum comentário: