28 de fevereiro de 2011

As provas e as etapas de revisão



Cada etapa de revisão relaciona-se a um tipo específico de prova. Em princípio, tiram-se tantas provas quantas forem necessárias à limpeza total de erros, mas, basicamente, a rotina de revisão é a seguinte:

1) Confronto do original com as provas - Desempanhado por dois revisores, conforme menciona-se atrás, este trabalho é feito nas provas iniciais de composição (primeira prova) e na arte final. O cotejo da arte final com o original justifica-se por se nessa etapa que se fazem montagens ou inserções de novos elementos, não existentesna primeira prova.

2) Releitura individual - Concluído o confronto do original com as provas, um terceiro revisor faz uma releitura de todas as provas, recorrendo ao original apena para verificações. Na arte final, esta releitura é de suma importância: tratando-se da última revisão completa, o revisor procede a uma conferência técnica da montagem, das remissivas a outras partes do livro e, enfim, de tudo aquilo que deve comparecer no livro impresso.

3) Revisão decalcada - Este tipo de revisão consiste na conferência da correção das emendas pedidas em prova anterior, seguida de um decalque. Pelo decalque, o revisor coloca a nova prova sobre a anterior, ajustando-a de modo a fazer corresponder as linhas de uma prova com as da outra. A seguir, com uma das mãos, ele levanta e abaixa, em cada linha, a prova superposta e vai acompanhando as alterações havidas. Após a conferência de emendas e o decalque das provas, se for o caso, faz-se outra releitura, nos moldes descritos acima.

Quando as linhas de uma nova prova não corresponderem com as linhas da prova anterior, será mais seguro faer um cotejo palavra por palavra. Isso deve ser feito, por exemplo, quando uma prova for paginada a partir de uma prova de microcomputador, que, normalmente, apresenta outros tipos gráficos, sem alinhamentos.

Fonte: O livro: manual de preparação e revisão

Nenhum comentário: