14 de setembro de 2012

Mania de iniciar palavras com caixa alta



Vejo muitos cartazes publicitários e textos na internet cheios de palavras iniciadas com caixa alta (letra maiúscula) sem necessidade alguma. Não entendo o porquê de as pessoas insistirem em fazer isso.

Existem regras específicas para o uso de letras maiúsculas (as quais não são aplicadas muitas vezes), mas as pessoas abusam da falta de noção e escrevem como acham, deixando o texto com uma aparência muito feia.

Quero destacar um exemplo que vi em um site. Vejam:

A pessoa escreveu a palavra destacada com inicial maiúscula sem necessidade, pois não vejo destaque algum.

Agora, vejam o que um bom conhecimento faz quando nos deparamos com isto:
Para as pessoas não "antenadas" com o mundo futebolístico, Mexicano é apelido de um ex-atleta que jogou no Palmeiras. Nesse caso, o uso foi correto, pois alcunhas (apelidos) se iniciam com caixa alta. Já os gentílicos (adjetivo que designa povo ou nação) brasileiros são iniciados com letras minúsculas (caixa baixa),  ao contrário dos EUA, onde esses adjetivos são iniciados com caixa alta: American, Brazilian etc.

Mesmo assim, houve um erro de regência verbal. O verbo “assistir”, nessa oração, significa “acompanhar visualmente”; nesse caso, o verbo é transitivo indireto e rege a preposição “a”: assistindo a muito futebol.

8 comentários:

Públio Athayde disse...

A epidemia de maiúsculas prevalece entre advogados, creio que ninguém mais que eles incorre nesse equívoco. Já houvem, em outra época, regra que permitia tal uso para destacar relevância; hoje não cabe mais - todos temos outros recursos gráficos.

Marcia Moreira disse...

Infelizmente, como eu disse, as pessoas escrevem que acham que deve ser.

Obrigada pela visita, Públio.

Abraço.

Thiago Fonseca disse...

Boa tarde! Admiro muito o seu blog. Aprendi e aprendo bastante por aqui.
Concordo com a ideia do post: existe uma mania mesmo de escrever certas palavras com a inicial em maiúscula. Encontro-as sempre no meu trabalho de revisor!

Agora, gostaria apenas de dizer que, de fato, existiu um zagueiro do Palmeiras com a alcunha de "Mexicano". Dessa maneira, o tal jornalista fazia menção ao "nome de jogador" do pai. Talvez, ele pudesse ter colocado o nome entre aspas, como coloquei, assim ficaria mais claro!

Marcia Moreira disse...

Obrigada, Thiago, pelo esclarecimento.

Busquei informações e, realmente, Mexicano foi zagueiro do Palmeiras, e é pai da jornalista.

Pretendo mudar o texto, ou buscar outra imagem.

Mais uma vez, obrigada.

Pedagoga Viviane disse...

Olá Márcia adorei seu blog!!!
Te convido a participar do Blog
http://diversosblogseducacionais.blogspot.com.br/
Este blog foi criado para divulgar blogs educacionais de qualidade e ficaria honrada caso vc aceite fazer parte do blog.

Basta vc seguir os passos:

1ºser seguidora dos blogs:

http://diversosblogseducacionais.blogspot.com.br/

http://orientarpedagogos.blogspot.com.br/

2º Coloque na lateral do seu blog o selo de qualidade que está no blog diversos blogs educacionais na aba faça parte vc também.

3º indique blogs educacionais de qualidade.

Ficarei muito feliz e honrada com sua participação.

Aguardo seu retorno!!!!


Lucia Ferreira disse...

Olá Márcia, parabéns pelo Blog!

Observo que, por um lado, há pessoas com mania de iniciar palavras com caixa alta e de outro há pessoas que parecem ter se esquecido que nomes próprios devem ser escritos com a inicial em caixa alta!

Espero ter tempo para ler com calma outras postagens suas, pois parecem interessantes.

Marcia Moreira disse...

Olá, Lúcia.
É verdade. Infelizmente, tem esse outro lado. Acredito que seja falta de noção mesmo.

Obrigada pela visita.
Beijos.

Marcia Moreira disse...

Olá, Viviane.
Obrigada pela divulgação do meu blogue. Com certeza, vou divulgar o seu trabalho no meu espaço.

Beijos.