21 de maio de 2010

Limites de intervenção

Este ponto é crucial para que a obra esteja íntegra em sua publicação. Qual o limite de intervenção do editor, do preparador, do copidesque e do revisor em uma obra assinada?

Tendo a editora estabelecido normas próprias, convenções elencadas de usos, com assessoria técnica e os próprios usuários, caba aos revisores, em primeiro lugar, buscar um conhecimento interno da obra, seu conteúdo, a articulação de suas partes, sua coerência, seus juízos de valor, numa interpretação ou leitura que não sofra interferência exterior a ela, por exemplo, um juízo de valor do revisor em relação à obra.

Devem com esse conhecimento saber qual a vontade do autor, que está expressa em sua obra, explícita ou implicitamente. A seguir, verificar se as normas estabelecidas se coadunam com a obra, qual o limite das próprias norams em relação a esta ou aquela obra, ou, ainda, de que forma adequá-las a cada caso.

Apoiado por bibliografias de suporte, tais como dicionários, gramáticas, manuais, enciclopédias, normas técinas etc., o revisor pode dar continuidade a sua tarefa, optando pelo que é melhor para a obra, sem contudo descaracterizar a verdade do autor e seu estilo, a sua maneira própria de dizer esta verdade (entendnendo-se por estilo não os cacoetes e os modismo linguísticos).

Nesse sentido, é obrigado a deixar de lado as alterações que representam apenas a sua preferência de revisor, por exemplo, no que diz respeito ao vocabulário - seu conceito de elegância pode não ser o mesmo do autor, pode até coincidir. Se há construções tradicionais que não se opõem a cosntruções mais modernas, a obrigatoriedade de manutenção das construções tradicionais é inquestionável. O moderno versus o tradicional demanda uma discussão filológica que não cabe à editora fazer, desde que aprovou os originais para a publicação.

O conhecimento da Norma Culta garante ao revisor a sua intervenção apenas naquelas questões que contradigam essa Norma - o que está efetivamente incorreto, a correção de estruturas inaceitáveis -, de regência, de ortografia, de concordância, de oralidade x escrita etc.

Valem também estas recomendações pra a relação entre as diversas fases de correção do texto - o revisor que realiza a primeira prova deve observar as determinações do copidesque e apontar possíveis enganos e omissões.

Fonte: Revisão, o trabalho com textos

Nenhum comentário: