27 de maio de 2010

De onde vêm as palavras (12): A seleção é a pátria de calções e chuteiras

Definição tão nacionalista, sumária, apaixonada e inapelável só poderia ter vindo do arsenal de frases memoráveis do célbre dramaturgo e cronista Nelson Rodrigues. Dono de um estilo inconfundível não apenas no teatro, mas também na crônicas, teve sempre como o futebol uma relação apaixonada. Seus comentários esportivos cultivavam, por vezes, o paradoxo. Vituperando jornalistas que faziam análises lógicas, racionais, ele os chamava de idiotas da objetividade. Em 1970, quando a seleção deixou o Brasil sob vaias para ir buscar o tricampeonato no México, Nelson, um dos poucos a acreditar naquele time glorioso, setenciou: "A seleção deixou o exílio".

Fonte: De onde vêm as palavras II

Nenhum comentário: