19 de abril de 2010

O uso da vírgula - parte 6

Orações coordenadas

As orações coordenadas sindéticas (exceto as iniciadas pela conjunção aditiva “e”) separam-se por vírgula:
Cheguei, pedi silêncio, aguardei alguns minutos e comecei a palestra.
                                                                                          Oração coordenada sindética
Eles se esforçaram muito, porém não obtiveram o resultado desejado.
                                                                     Oração coordenada sindética

Pode-se usar vírgula antes da conjunção “e” quando:

a) as orações coordenadas não tiverem o mesmo sujeito:
Os adjetivos passam, e os substantivos ficam.
       Sujeito 1                                   Sujeito 2

b) a conjunção “e” vier repetida enfaticamente (polissíndeto): 
E volta, e recomeça, e se esforça, e consegue.

c) a conjunção assumir outros valores (adversidade, consequência etc.): 

Carlos chegou em casa e não encontrou o cachorro. – aditiva, sem vírgula
Os jovens querem ser fiéis, e (= mas) não o são. - adversativa, com vírgula
Os velhos querem ser infiéis, e (= mas) não conseguem. - adversativa, com vírgula
Esforçou-se muito, e (= portanto) conseguiu a aprovação. - adversativa, com vírgula

Orações intercaladas

As orações intercaladas são sempre separadas por vírgulas ou duplo travessão:
Eu, disse o orador, não concordo.
    Oração intercalada
O problema das enchentes disse o candidato será prioritário.
                                                          Oração intercalada
Fonte: Curso prático de gramática

Nenhum comentário: