5 de abril de 2010

O uso da vírgula - parte 1


Percebo que muitos ainda têm dificuldade em usar este sinal de pontuação. Por ser bem pequeninho, sem ele na oração, fará uma grande diferença. Vejam este exemplo.

O amigo de meu pai de tantos anos veio nos visitar.
Percebem que nesta oração, sem a vírgula, percebe-se que o pai é de tantos anos. Mas, se colocar a vírgula, observe como muda o sentido completamente:

O amigo de meu pai, de tantos anos, veio nos visitar.
Agora sim podemos ver que é o amigo do pai dele é que não vinha há muito tempo.

Nesta primeira parte, vou começar com a regra básica do uso da vírgula. Em orações na ordem direta (sujeito, verbo, complemento e adjunto adverbial), seus elementos não podem ser separados por vírgula. Observem:


Esta oração está na ordem direta. Caso ocorra deslocamento de algum destes elementos, deve-se colocar a vírgula. Vejam:



Portanto, percebe-se que quando a oração está na ordem direta, como foi explicado, não se pode colocar vírgula em hipótese alguma. Já, quando um dos elementos sai da ordem e se desloca em outra parte da oração, então, é preciso colocar este sinal de pontuação.

Na segunda parte, passarei outras regras de colocação da vírgula.

By Marcia Moreira

Nenhum comentário: