26 de abril de 2010

De onde vêm as palavras (4): Rico ri à toa

É provável que esta frase tenha sido cunhada no Rio de Janeiro, dada a conhecida verve dos cariocas. Transformada mais tarde em bordão de programa de rádio e televisão, foi também título de um filme.

Um de seus registros mais notáveis foi feito pelo jornalista e poeta Paulo Mendes Campos nos anos de 1940, ao receber uma foto do presidente Getúlio Vargas para legendar. Como de hábito, Vargas estava sorrindo, enquanto nas rádios tocava conhecida marchinha que dizia: "Bota o retrato do velho outra vez/bota no mesmo lugar/sorriso do velhinho faz a gente trabalhar".

Ao ver sua foto com a legenda "Rico ri à toa", o próprio presidente achou graça no feito do poeta-jornalista.

Fonte: De onde vêm as palavras II

Nenhum comentário: